RSS

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Adultos: A Obra da Salvação – Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
Lição 12: Perseverando na fé
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Perseverando na fé.
- Para iniciar o estudo da lição, utilizem a dinâmica “Vida Frutífera”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção! 

Professores da classe dos novos convertidos:
Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador "Discipulando", deste blog.
Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador "Subsídio Pedagógico Discipulado 1" e "Subsídio Pedagógico Discipulado 2", do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: Vida Frutífera
Objetivo:
Refletir sobre o cuidado que devemos ter com nossa vida espiritual e moral.
Alertar sobre a apostasia e a infidelidade a Deus.
Material:
½ folha de papel ofício para cada aluno

Procedimento:
- Distribuam a metade da folha de papel ofício para cada aluno.
- Orientem para que eles desenhem uma semente (do lado esquerdo) e uma árvore com raízes a mostra( do lado direito).
- Agora, solicitem que eles façam o seguinte:
Ao lado das raízes, o aluno deverá escrever em que ou em quem está alicerçado.
Está firmado em Deus ou sua fé está cambaleante com poucas raízes? Continua firme ou qualquer vento mais forte quer derrubá-la? É bom ter cuidado com a apostasia e com os falsos mestres.
No solo, deverá escrever qual o tipo de solo em que a semente e a árvore estão plantadas. Também como este solo tem sido tratado para que sua vida espiritual frutifique.
Na copa da árvore, deverá desenhar frutos. Que tipo de frutos tem o aluno colhido na sua árvore espiritual. Como tem se apresentado em todas as estações de sua vida?
- Para concluir, falem: Temos plantando boas sementes em solos bem preparados, receptivos a Palavra de Deus? Não façamos como o povo de Israel, com o solo do coração endurecido, rejeitou Deus, com apostasia, infidelidade a Deus.
Por Sulamita Macedo.


Sugiro que vocês proporcionem aos alunos a oportunidade de testemunhar sobre a salvação que desfrutam no tempo presente e o que esperam no futuro.

Creio que será bem proveitoso, pois através da fala deles vários pontos estudados nas lições podem ser revisados de forma prática.
Jovens: Seguidores de Cristo – Testemunhando numa Sociedade em Ruínas
Lição 12: A educação secular em tempos trabalhosos
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro ou cartolina: A educação secular em tempos trabalhosos.
- Depois, utilizem a dinâmica “A Pressão”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: A Pressão
Objetivo: Refletir como deve ser o posicionamento do cristão diante da pressão dos amigos que faz oposição aos valores cristãos.
Material:
10 bexigas
Procedimento:
- Dividam a turma em 02 grupos.
- Para o grupo 01, orientem para fazer um círculo e distribuam 05 bexigas, peçam para que encham e em seguida eles devem escrever nos balões valores cristãos, extraídos das Bíblia.
- Para o grupo 02, orientem para fazer um círculo e distribuam 05 bexigas, peçam para que encham e em seguida eles devem escrever nos balões valores ou ideias não cristãs de outras religiões, que eles são pressionados a acreditar ou realizar.
- Depois, o grupo 01 deve fechar bem o círculo de modo que não haja espaços para alguém entrar. Os balões devem ficar dentro do círculo e os componentes vão defender seus valores, não deixando que pessoas do grupo 02 penetrem e/ou coloquem outras bexigas com outros valores.
- O grupo 02 deve fazer um círculo ao redor do grupo 01. Seu objetivo é romper o círculo do grupo 01 e colocar outras bexigas com valores diferentes.
- Depois da realização dessa atividade, perguntem:
O que podemos tirar de lição com esta atividade?
Como foi o ataque e a defesa dos dois grupos?
Quais as dificuldades para defender os valores cristãos?
Como o grupo 01 se sentiu pressionado pelo grupo 02?
- Depois, peçam para que eles leiam quais os valores do grupo 01 e do grupo 02.
- Para finalizar, enfatizem a importância de conhecer e saber defender os valores cristãos diante das influências dos colegas.
“... e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós”(1 Pe 3:15).
 Por Sulamita Macedo.
Pré-adolescentes – Currículo do Ano 1: Resistindo à pressão do Mundo
Lição 12: Namoro no Tempo Certo
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.

- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Namoro no Tempo Certo.
- Em seguida, para introduzir o estudo do tema, utilizem a dinâmica “O tempo certo”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O tempo certo
Objetivos:
Ilustrar a importância das prioridades na vida do adolescente.
Refletir sobre o tempo adequado para o namoro.
Material:
02 vasos transparentes de tamanho pequeno ou médio.
Aproximadamente ½ kg de arroz cru
04 bombons tipo serenata de amor (pode ser mais, depende do tamanho do vaso).
Procedimento:
Observação Importante! Façam esta dinâmica, primeiro, em casa para ter certeza da quantidade de arroz e bombons que serão utilizados para as duas situações descritas abaixo.
- Apresentem 01 vaso, os bombons e o arroz.
- Falem:
O vaso vai representar sua vida e suas atividades.
Os chocolates vão representar as atividades mais importantes.
A quantidade de arroz vai representar as coisas menos importantes.
- Falem: Acabamos de estudar que há tempo para todas as coisas, mas a prioridade para o adolescente deve ser:
Amizades
Igreja
Estudos
Lazer
Para cada uma destas prioridades, vocês colocam 01 bombom dentro de um dos vasos, até completar a quantidade de quatro. Os bombons deverão caber dentro do vaso e não deverão ultrapassar a borda do vaso.
- Apresentem o arroz e perguntem:
Esta quantidade de arroz cabe dentro deste vaso?(aponte para o vaso que tem os bombons dentro).
- Coloquem, com cuidado, o arroz até a borda.
Agora falem: esta parte de arroz representa as atividades menos importantes, além daquelas já apontadas como prioridades.
Falem: Perceberam que coube tudo? E se fizermos os processo inverso?
- Agora, peguem o outro vaso, coloquem o arroz e depois os bombons, com as mesmas quantidades do procedimento anterior.
O que aconteceu?
Os bombons não couberam totalmente no vaso.
 Falem: O arroz colocado em primeiro lugar representa alguma atitude que não é prioritária, ficando o que é prioritário com pouco espaço ou até mesmo sem espaço.
- Concluam falando sobre a importância do que é prioritário na vida do adolescente. Enfatizem que o tempo para o namoro vai chegar no tempo certo, mas não agora nesta idade.
Ideia original desconhecida.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.
Adolescentes – Currículo do Ano 1: A Bíblia, um Livro Atual
Lição 12: A Bíblia Ensina a Respeitar as Autoridades
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: A Bíblia Ensina a Respeitar as Autoridades.
- Depois, utilizem a dinâmica “A autoridade é...”
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: A autoridade é...
Objetivo:
Introduzir o estudo sobre o que é autoridade e o respeito a ela.
Material:
04 pedaços de papel ofício(cada pedaço com uma pergunta – ver no procedimento)
01 garrafa
Procedimento:
- Organizar os alunos em círculo.
- Entregar 04 papéis para 04 alunos, isto é, um papel para cada um dos 4 alunos, contendo 01 das perguntas abaixo:
Quais são as autoridades em casa?
Quais são as autoridades na escola?
Quais são as autoridades na igreja?
Quais são as autoridades na sociedade?
- Entregar 01 garrafa para um dos 4 alunos que estão com as perguntas.
Oriente para que leia a pergunta e gire a garrafa, quando ela parar o gargalo vai apontar para alguém do círculo que deverá responder a pergunta feita pelo colega.
- Em seguida, os outros 03 alunos vão realizar a mesma ação.
As respostas devem ser escritas no quadro ou cartolina, vejam estes exemplos:
Quais são as autoridades em casa: os pais, os avós, os tios
Quais são as autoridades na escola: os professores, os diretores
Quais são as autoridades na igreja: os pastores, professores de EBD
Quais são as autoridades na sociedade: os governantes.
- Quando todas as perguntas forem respondidas, falem estas são as autoridades que vocês têm em diversas locais.
- Perguntem:
O que vocês mudariam nas atitudes destas autoridades e por quê?
Aguardem as respostas. Depois reflitam sobre elas.
- Depois, falem que as autoridades seguem orientações, regras e leis que podem trazer desconforto em algum momento, que as vezes fica difícil respeitá-las. É sobre este assunto que vamos estudar na lição de hoje.
- Falem: Então, vamos começar o estudo da lição.
Ideia original desconhecida do uso da garrafa em dinâmicas.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.
Juvenis – Currículo do Ano 3: A Igreja, Corpo de Cristo
Lição 12: A Igreja e a Cultura de seu Tempo
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Apresentem o título da lição: A Igreja e a Cultura de seu Tempo.
- Para iniciar a aula, utilizem a dinâmica “Sal da Terra”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Sal da Terra
Objetivo: Promover reflexão sobre o comportamento do cristão como “sal da terra”.
Material:
03 copos transparentes com água
02 saquinhos com sal
01 colher de chá, 01 colher de sopa de sal.
Procedimento:
- Explique que o sal representa o cristão e o copo com água está representando o mundo.
- Solicite atenção dos alunos para o que você vai realizar. 
- Arrume os 03 copos com água sobre uma mesa.
- Coloque:
01 saquinho de sal dentro de 01 copo – não retire a embalagem(situação 01);
01 saquinho de sal ao lado de outro copo( situação 02);
01 colher de sal no último copo e misture( situação 03).
- Pergunte: Qual situação melhor representa a conduta do cristão no mundo?
- Aguarde as respostas. É comum haver votação para as três situações, com maioria para a situação 01. Mas, como você já deve ter percebido, a situação correta é a representada na situação 03.
- Questione:
Para as situações 01 e 02: Como o cristão pode estar influenciado o meio, como sal da terra, se estar isolado do mundo?
Para a situação 03: Está correto o crente está misturado com o mundo? Nós somos deste mundo?
- Após os questionamentos, leia:
“Vois sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens”. Mt 5.13
“Bom é o sal; mas se o sal degenerar, com que se adubará?” Lc 14.34
“E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós deste mundo, eu não sou deste mundo”. Jo 8.23
“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há”. I Jo 2.1
Espera-se que, após os questionamentos e a leitura das citações bíblicas, os alunos tenham compreendido que a situação 03 representa a conduta do cristão como sal da terra.
Ideia Original desconhecida.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.