RSS

domingo, 22 de outubro de 2017

Adultos: A Obra da Salvação – Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
Lição 05: A Obra Salvífica de Jesus Cristo
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Marcas da salvação”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção! Professores da classe dos novos convertidos:
Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador "Discipulando", deste blog.
Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador "Subsídio Pedagógico Discipulado 1" e "Subsídio Pedagógico Discipulado 2", do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: Marcas da salvação
Objetivos:
Refletir sobre a morte de Cristo, trazendo salvação para todos que o aceitam.
Enfatizar a mudança que ocorre na vida daquele que aceita Cristo como salvador.
Material:
½ folha de papel ofício para cada aluno.

Procedimento:
- Entreguem ½ folha de papel ofício para cada aluno.
- Falem: Esta folha de papel pode simbolizar nossa vida. As transformações vão acontecendo e nossa vida vai se modificando(à medida que vocês  falarem vão amassando aos poucos a folha de papel).
- Falem: Jesus ao morrer ficou com marcas em vários lugares do seu corpo, por causa dos pregos colocados quando estava na cruz ao morrer por mim e por você. Conforme lemos em João 20.25:
“Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o meu dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei”.
- Perguntem: Temos as marcas do Senhor Jesus em nossas vidas? A salvação efetuada por sua morte modificou sua vida?
- Peçam para que os alunos amassem a folha de papel e solicitem para que falem(de forma objetiva) sobre a mudança ocorrida em sua vida após receber a salvação.
Após cada depoimento, falem: Estas são as marcas deixadas por Jesus na vida de....(falar o nome do aluno).
Ideia original desconhecida da técnica do papel amassado.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.
Jovens: Seguidores de Cristo – Testemunhando numa Sociedade em Ruínas
Lição 05: Refugiados: um problema da atualidade?
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro ou cartolina: Refugiados: um problema da atualidade?
Apontem para a pergunta e falem: O que vocês têm a dizer sobre esta pergunta?
Aguardem as respostas.
Talvez alguns alunos falem que é um problema atual; outros, certamente vão lembrar que sempre existiu e vão também mencionar exemplos bíblicos.
- Em seguida, para introduzir o tema da aula, utilizem a dinâmica “Refugiados”.
- Agora, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Refugiados
Objetivo: Refletir sobre a causa dos refugiados.
Material:
04 folhas de papel
Observação: cada folha deve conter uma pergunta(veja no procedimento).
Procedimento:
- Dividam a turma em 04 grupos.
- Entreguem para cada grupo uma das perguntas abaixo.
Quem é o refugiado?
Quais as causas dos pedidos de refúgio?
Quais as dificuldades que os refugiados enfrentam?
Como a igreja pode ajudar aos refugiados?
- Depois, orientem que eles devem refletir e responder a pergunta que receberam.
- Estipulem um tempo de 10 minutos para realização da atividade.
- Depois, cada grupo deve apresentar a pergunta e a resposta, utilizando o recurso pedagógico conhecido como encenação.
- Em seguida, apresentem outras informações se necessário.
Por Sulamita Macedo.
Pré-adolescentes – Currículo do Ano 1: Resistindo à pressão do Mundo
Lição 05: As Consequências das Escolhas
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
– Apresentem o título da lição: As Consequências das Escolhas.
– Em seguida, para introduzir o estudo do tema, apliquem a dinâmica “Bumerangue”.
– Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição. Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Bumerangue
Objetivo: Refletir sobre o princípio da semeadura e da colheita.
Material:
01 bumerangue(pode ser feito de vários materiais)
01 cesta pequena com sementes variadas.
01 copo descartável pequeno(tipo cafezinho) para cada aluno.
Procedimento:
- Leiam Gl 6.7 “... tudo o que o homem semear, isso também ceifará”.
- Falem: Este é o princípio da semeadura e da colheita.
- Perguntem o que os alunos entendem sobre isto.
Aguardem as respostas.
 - Depois, apresentem um bumerangue e perguntem como funciona.
Aguardem as respostas.
Espera-se que falem que o bumerangue é um objeto de arremesso e que ao ser lançado, volta à mão daquele que o arremessou.
- Falem: A lei da semeadura é como um bumerangue, você vai ter de volta, vai sentir as consequências daquilo que falou e praticou.
- Perguntem: Que tipo de sementes estamos semeado? O que estamos colhendo?
- Distribuam 01 copo descartável pequeno(tipo cafezinho) para cada aluno.
- Passem para os alunos a cesta com as sementes e solicitem para que eles retirem no máximo 05 unidades diferentes e coloque-as no copo.
- Depois, orientem para que os alunos falem sobre as ações, representadas pelas sementes, que eles desejam cultivar em suas vidas para que tenha êxito no seu relacionamento com Deus e com o próximo.
- Agora, repitam a leitura de Gl 6. 7.
- Reflitam ainda: Já imaginou a quantidade do que vocês podem receber de volta daquilo que estão plantando?
- Leiam II Co 9.6 “...O que semeia pouco, pouco também ceifará; o que semeia em abundância em abundância também ceifará.”
- Analisem ainda que há sementes que germinam com facilidade, mas há outras que precisam de cuidados especiais para que brotem.
Depois façam uma relação disto com as sementes que estamos cultivando, quais delas necessitam de maiores cuidados e tentativas para produzir frutos.
- Para finalizar, leiam Gl 5.22.
Por Sulamita Macedo. 
Adolescentes – Currículo do Ano 1: A Bíblia, um Livro Atual
Lição 05: O Que São as Epístolas
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: O Que São as Epístolas.
– Para introduzir o estudo do tema da aula, utilizem a dinâmica “Escrevendo cartas”.
– Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Escrevendo cartas
Objetivo: Introduzir o estudo sobre as epístolas do Novo Testamento.
Material:
21 envelopes de cores, a saber: 13 verdes, 02 amarelos, 01 vermelho, 03 azuis, 01 alaranjado, 01 bege.
(vocês podem escolher outras cores, estas que indiquei são sugestões, apenas).
Procedimento:
- Escrevam no quadro a palavra “Epístola”.
- Perguntem o que significa a palavra “Epístola”.
Aguardem as respostas.
Epístola é a mesma coisa que carta.
- Falem: No Novo Testamento há 21 cartas, que dão nome a 21 livros dos NT.
- Apresentem 21 envelopes de cores diferentes:
A cor verde para as 13 cartas do apóstolo Paulo.
A cor amarela para as 02 cartas do apóstolo Pedro.
A cor vermelha para a única carta de Tiago
A cor azul para as 03 cartas de João
A cor laranja para a única de Judas
A cor bege para a carta aos Hebreus de autoria desconhecida
- Depois, façam o seguinte procedimento, por etapas:
Primeiro entreguem 13 envelopes verdes para os alunos.
Falem que são 13 as cartas de Paulo. Peçam para que eles escrevam o nome Paulo no lugar do remetente.
Vamos conhecer os destinatários?
Peçam que os alunos escrevam os nomes dos destinatários(um destinatário para cada envelope).
Aos cristãos em Roma
Aos cristãos de Corinto(duas vezes)
Aos cristãos da Galácia
Aos cristãos de Éfeso
Aos cristãos de Filipos
Aos cristãos de Colossos
Aos cristãos de Tessalônica(duas vezes)
A Timóteo, pastor da igreja de Éfeso(duas vezes)
A Tito, pastor da ilha de Creta
Ao cristão Filemon
Entreguem para os alunos o assunto de cada carta, conforme quadro da revista(página 34). Devem estar digitados e separados.
Os alunos devem colocar o assunto referente a cada carta dentro do envelope.
- Este mesmo procedimento deve ser realizado nas demais cartas(ver quadro da página 36 da revista).
Observação: Dessa forma, os alunos terão uma visão panorâmica das 21 cartas do NT, conhecendo os remetentes, destinatários e um resumo do conteúdo de cada uma delas.
- Peçam para que os alunos abram a Bíblia no índice do NT e identifiquem cada carta com os nomes dos 21 livros do Novo Testamento.
- Agora, trabalhem sobre a necessidade das cartas naquela época do início da igreja e a importância do conteúdo das cartas para os destinatários.

Por Sulamita Macedo.
Juvenis – Currículo do Ano 3: A Igreja, Corpo de Cristo
Lição 05: As Ordenanças à Igreja
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Apresentem o título da lição: As Ordenanças à Igreja.
- Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Para ilustrar o tema, utilizem a dinâmica “O Batismo” e “A Ceia”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Batismo
Objetivo: Oportunizar o estudo sobre o batismo bíblico.
Material:
Água
01 bacia pequena
01 boneco pequeno de plástico
Procedimento:
- Perguntem: Quais os tipos de batismos que vocês conhecem?
Aguardem as respostas.
- Solicitem aos alunos que relatem o que já presenciaram ou participaram sobre os tipos de batismos que eles citaram, utilizando os materiais acima citados. Observem com atenção a demonstração dos batismos vivenciados pelos alunos.
Observação: Caso ocorra apenas a citação do batismo por aspersão, vocês devem apresentar o batismo por imersão.
- Falem: Vimos agora com esta demonstração que há vários tipos de batismo, mas o batismo bíblico é aquele conhecido como “Imersão”.
- Então, leiam Mt 3. 13 a 17. Após a leitura, enfatizem a expressão “saiu logo da água”, que nos assegura que o batismo de Jesus foi por imersão.
Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: A Ceia
Objetivo:
Promover momento de entrosamento entre os alunos, tendo como ponto de partida uma das finalidades da Santa Ceia.
Material:
01 Mesa
01 toalha para a mesa
Ramos de trigo
Pães de queijo pequenos dentro de um saquinho de plástico
Refrigerante ou suco de uva
Guardanapos
Copos descartáveis.
Procedimento:
- Após o estudo sobre a Santa Ceia, convidem os alunos para se posicionaram ao redor de uma mesa, arrumada com pães e refrigerante de uva.
- Agradeçam a Deus pela oportunidade de estar juntos, estudando este tema.
- Falem: Vamos agora fazer um lanche, celebrando um momento de união e comunhão entre todos os alunos da classe.
- Distribuam para cada aluno um pão e um copo de refrigerante de uva. Avisem para aguardar uma orientação.
Lembrem-se de que cada pão deve estar dentro de um saquinho.
- Então, solicitem que cada um escolha um colega e troque com ele, o pão e o copo de refrigerante, falando uma mensagem.
- Esta atividade deve ser repetida pelo menos umas 05 vezes, com duplas diferentes.
- Em seguida, eles podem se alimentar.

Por Sulamita Macedo