RSS

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Adultos: As Parábolas de Jesus: As Verdades e Princípios Divinos para uma Vida Abundante
Lição 03: O Crescimento do Reino de Deus
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro ou cartolina: O Crescimento do Reino de Deus
- Falem: Nesta lição vamos estudar sobre as parábolas do Grão de Mostarda e a Parábola do Fermento.
- Agora, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Ao falar sobre a parábola do grão de mostarda, apresentem para os alunos a semente de mostarda e analisem o que fala a parábola, mostrando também uma figura da planta, como esta abaixo.
Observações:
Vocês poderão encontrar as sementes de mostarda em supermercados e em lojas que vendem produtos agrícolas.
A semente de mostarda é muito pequena e fácil de perdê-la. Então, para entregá-la aos alunos, façam o seguinte:
Cortem pedaços de papel ofício(5cmx5cm), escrevam “Semente de Mostarda” e depois coloquem a semente e por cima num pedaço pequeno de durex transparente.
- Para concluir, apliquem a dinâmica “Passaporte
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Passaporte
Objetivo: Oportunizar estudo sobre a mensagem do Reino de Deus, a forma de ingresso e permanência nele.
Material:
01 passaporte com visto de permanência ou uma figura
Procedimento:
- Perguntem: Qual a forma de ingresso para o Reino de Deus?
- Aguardem as respostas.
- Resuma as respostas com a leitura de Jo 3. 3: “Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus”.  Então, digam este é o passaporte para a entrada no Reino de Deus.
- Acrescentem que a mensagem do reino proclama o arrependimento (Mc 1.15)” ... O tempo está cumprido e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho”.
- Falem que o visto de permanência no Reino de Deus ocorre com a observância dos princípios deste reino. Leiam com os alunos as bem-aventuranças (Mt 5.3 a 11) de forma compartilhada, para dinamizar a leitura.
- Leiam também Gl 5. 22. Falem também que no Fruto do Espírito, encontramos outros valores para serem exercitados pelos integrantes do reino.
- Leiam ainda:
“Produzi pois frutos dignos de arrependimento” (Mt 3.8).
"Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado (Jo 15. 2,3).
"Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora..." (Jo 15:4-6).
- Para concluir, falem da necessidade da divulgação da mensagem do Reino de Deus para que outros sejam resgatados do reino das trevas.
Por Sulamita Macedo.
Jovens: O Vento sopra onde quer - O Ensino Bíblico do Espírito Santo e sua Operação na Vida da Igreja
Lição 03: Os livros de Lucas e Atos – A base da doutrina pentecostal
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro ou cartolina: Os livros de Lucas e Atos – A base da doutrina pentecostal.
- Para iniciar o estudo do tema, apliquem a dinâmica “Lucas & Atos”.
- Agora, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Lucas & Atos
Objetivos:
Conhecer o que os alunos conhecem acerca do livro de Lucas e Atos.
Comparar o que os alunos sabem antes e depois do estudo da lição.
Material:
½ folha de papel ofício com o nome “Lucas” para a metade da turma
½ folha de papel ofício com o nome “Atos” para a metade da turma
02 pincéis atômicos
02 folhas de papel madeira
Procedimento:
- Dividam a turma em 02 grupos. Para isso, utilizem a seguinte técnica para divisão em grupos descrita abaixo:
Vamos supor que sua turma tenha 10 alunos.
Afixar nas costas de 05 alunos um papel com o nome “Lucas”. Nos demais alunos, colocar nas costas um papel com o nome “Atos”.
Depois, pedir que eles se dividam em 02 grupos observando a indicação do papel pregado nas costas.
Falem que não eles não podem retirar o papel para olhar. Observem qual será a saída dos alunos para saber. A proposta dessa atividade é que os alunos ajudem uns aos outros ou mesmo o aluno tomar a iniciativa e perguntar para um colega o que está escrito nas suas costas.
- Quando os grupos estiverem formados, distribuam 01 folha de papel madeira com afirmações escritas sobre o livro de Lucas e Atos.
Expliquem que cada grupo, através do consenso, deverá identificar quais declarações se referem as características o livro de Lucas e de Atos.
O grupo “Lucas” vai identificar as frases sobre o livro de Lucas.
O grupo “Atos” vai identificar as frases sobre o livro de Atos.
Para isto, deverão escrever o nome Lucas ou Atos ao lado de cada frase, utilizando pincel atômico.
- Sugestões de afirmações sobre os livros de Lucas e Atos:
Autoria: Lucas
Relata a vida de Jesus de forma cronológica
Descreve a propagação do evangelho pelo poder do Espírito Santo, através dos discípulos
Narra a vida de Jesus através de testemunhas oculares
Conta que Lucas foi companheiro de Paulo na viagens missionárias
Contém fontes primárias da doutrina de pentecostal
Enfatiza a oração
Menciona a descida do Espírito Santo
Registra que Jesus falou para seus discípulos que ficassem em Jerusalém para que fossem cheios do Espírito Santo
Mostra judeus e gentios cheios do Espírito Santo
Apresenta o momento no qual o Espírito Santo veio sobre Jesus
Contém o cumprimento da profecia de Isaías sobre o derramamento de poder e o falar em outras línguas
- Estipulem um tempo de 10 minutos no máximo para os grupos executarem a atividade.
- Recolham as folhas de papel madeira e reservem.
- Trabalhem o conteúdo da lição.
- Após o estudo da lição, fixem as folhas de papel madeira que os grupos escreveram nelas.
- Falem: Estas são as indicações de cada grupo quanto ao livro de Lucas e Atos. Já que estudamos sobre estes livros, agora vamos verificar se o que vocês apontaram ou deixaram de responder estão corretas ou não?
- Deixem que os alunos observem e verifiquem se há necessidade de alguma modificação.
Por Sulamita Macedo.
Pré-adolescentes – Currículo do Ano 2: Família e Relacionamentos
Lição 03: Conhecendo os Meus Limites
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Conhecendo meus limites.
- Introduzam o estudo do tema, utilizando a dinâmica “Contrato de Convivência”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Contrato de Convivência
Objetivos:
Proporcionar reflexão sobre a importância da disciplina e dos limites.
Aplicar punições para os infratores das regras.
Material:
01 folha de papel madeira ou cartolina
01 pincel atômico
01 rolo de fita adesiva
01 cartão amarelo
01 cartão vermelho
Procedimento:
- Comecem falando sobre a importância das normas e regras para que se tenha uma convivência em grupo de forma respeitosa e harmônica.
- Junto com a turma, comecem a elaborar pelos menos 03 regras que possam ser cumpridas durante a aula da EBD, como por exemplo:
1 – Não usar o celular.
2 – Não conversar.
3 – Falar um de cada vez, ao participar de uma discussão de um tema.
4 – Não se distrair com outras coisas durante a aula.
Escrever as regras numa folha de papel madeira ou cartolina.
- Falem: Estas normas são exemplos de disciplina como instrução para que haja melhor compreensão do estudo e atenção durante a aula.
- Em seguida, o grupo deve propor quais devem ser as correções(as punições) para os “Infratores”,  por exemplo:
1 – Advertência oral: pedindo que ele não continue fazendo aquele ato, mostrando o cartão amarelo.
2 – Mostrar cartão vermelho pela repetição de infração.
3 – Mudar o aluno de lugar, mostrando cartão vermelho.
Escrever as punições na folha de papel madeira ou cartolina.
- Para conclusão, leiam Hb 12.11 “Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados”.
Por Sulamita Macedo.
Adolescentes – Currículo do Ano 2: Aprendendo com as Cartas
Lição 03: A Respeito dos Dons, não sejas ignorante!
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
Apresentem o título da lição: A respeito dos dons, não sejas ignorante!
 - Depois, utilizem a dinâmica “Presentes do Espírito Santo”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Presentes do Espírito Santo
Objetivo: Conhecer os tipos de Dons Espirituais.
Material: 03 caixas de presente.
Na caixa 01 colocar papel digitado com os dons que manifestam a sabedoria de Deus: Palavra da Ciência, Discernimento de Espíritos e Palavra da Sabedoria.
Na caixa 02 colocar papel digitado com os dons que manifestam o poder de Deus: Fé, Dons de Curar e Operação de Maravilhas.
Na caixa 03 colocar papel digitado com os dons que manifestam a mensagem de Deus: Profecia, Variedade de Línguas e Interpretação das Línguas.
Procedimento:
- Falem que os Dons Espirituais são concedidos pelo Espírito Santo ao povo de Deus. Eles podem ser considerados como valiosos presentes.
- Apresentem as 03 caixas de presente e distribuam para 03 pessoas da classe.
- Solicitem que abram as caixas, uma de cada vez.
- Ao abri-las, peçam para olhar o conteúdo do presente. Então, ao retirar o papel digitado, solicitem para que o aluno leia para a turma.
- Quando for lido os dons que manifestam a sabedoria de Deus, falem que este será o tema da aula deste domingo.
- Quando for lido sobre os dons que manifestam o poder de Deus, falem que este será o tema da  próxima lição (07).
- Quando for lido sobre os dons que manifestam a mensagem de Deus, falem que este assunto pode ser inserido na lição 08.
- Para concluir, leiam I Co 12.01,04,07 e 11 e falem da importância dos dons para a Igreja.
Por Sulamita Macedo.
Juvenis – Currículo do Ano 1: Juvenis: Bons Conselhos
Lição 03: O chamado da sabedoria
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Apresentem o título da lição: O Chamado da Sabedoria.
- Em seguida, utilizem a dinâmica “Quer Sabedoria?”
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Quer Sabedoria?
Objetivo: Iniciar o estudo sobre a sabedoria que vem do alto.
Material:
01 caixa
Nome SABEDORIA digitado
Envelopes pequenos(quantidade depende do número de alunos)
Papel pequeno com o versículo de Tg 3.17 digitado(01 para cada envelope)
01 pincel atômico ou um marcador para quadro branco
01 cartolina ou um quadro branco
Procedimento:
Antes da realização da dinâmica:
Organizar o material da seguinte forma:
Colar o nome SABEDORIA fora da caixa
Colocar o versículo de Tg 3.17 dentro de cada envelope
Colocar os envelopes dentro da caixa
Momento de realização da dinâmica:
- Falem: Já conhecemos a história de Salomão quanto a um pedido dele a Deus.
O que ele pediu? O que ele recebeu?
Aguardem as respostas.
- Para referenciar as respostas dos alunos leiam I Reis 3. 9 a 12:
“A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo?
E esta palavra pareceu boa aos olhos do Senhor, de que Salomão pedisse isso.
E disse-lhe Deus: Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem pediste para ti riquezas, nem pediste a vida de teus inimigos; mas pediste para ti entendimento, para discernires o que é justo;
Eis que fiz segundo as tuas palavras; eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti igual não houve, e depois de ti igual não se levantará”.
- Em seguida, peguem a caixa com o nome “Sabedoria”, entreguem para um aluno. Peçam para que ele fique em pé diante da turma.
- Depois, peçam para outro aluno ler Tg 1.5:
“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada”.
- Quando o aluno estiver lendo a parte do versículo “...peça a Deus...”, apontem para o aluno que está com a caixa.
Aguardem que os alunos peçam sabedoria, o aluno que está com a caixa deve distribuir “sabedoria” apenas para quem pediu. Se ninguém percebeu que deve pedir, o versículo deve ser lido novamente, até que pelo menos alguns peçam.
- Falem: Salomão fez um pedido sábio, vocês também!
- Depois, os alunos devem abrir o envelope e ler seu conteúdo:
“Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia”. Tiago 3:17
- Depois, escrevam no quadro as 08 características da sabedoria que Deus nos concede. Vocês devem escrever à medida que os alunos citarem cada uma delas.
- Para finalizar, falem: É sobre esta sabedoria que vamos estudar na aula de hoje.
Por Sulamita Macedo.
Discipulando – 4º. Ciclo - Portando uma nova identidade
Lição 03: Cristo, o discípulo e a lei
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Apresentem o título da lição: Cristo, o discípulo e a lei.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição. 
Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Quando vocês falarem sobre o cumprimento da lei, utilizem a dinâmica “O Mandamento do Amor”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Mandamento do Amor
Objetivo: Apresentar os 10 mandamentos e enfatizar que se resumem em amar a Deus e ao próximo.
Material:
01 relação dos 10 mandamentos(Ex 20:3-17) e recorte cada um
Palavras digitadas: Amor, Deus, Próximo
01 coração de tamanho médio (vermelho) feito de cartolina ou EVA
01 coração pequeno para cada aluno
01 quadro branco ou outro tipo
Procedimento:
- Distribuam os 10 mandamentos(Ex 20:3-17) separados para 10 alunos.
- Peçam para que os alunos apontem quais os mandamentos que se referem a Deus e ao próximo.
- Dividam o quadro em 02 colunas, numa escreva DEUS, na outra a palavra PRÓXIMO.
Peçam para que os alunos fixem, com fita adesiva, o mandamento na coluna que ele escolher.
Espera-se que o resultado seja este: os 04 primeiros fazem referência a Deus e 06 últimos ao próximo.
Não terás outros deuses diante de mim
Não farás para ti imagem de escultura
Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão
Santificarás o sábado
Honra a teu pai e a tua mãe
Não matarás
Não adulterarás
Não furtarás
Não dirás falso testemunho
Não cobiçarás
- Depois, solicitem que leiam Marcos 12: 30 e 31 e falem que este é o resumo dos 10 mandamentos: Amar a Deus e ao próximo, conforme as palavras de Jesus.
“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”.
- Falem: Os 4 primeiros mandamentos fazem referência ao relacionamento vertical, isto é, com Deus, a parte espiritual. Os 6 últimos referem-se ao relacionamento horizontal, com o próximo, a parte social.
- Em seguida, coloquem um coração no alto do quadro e fixem a palavra AMOR.
- Perguntem: A quem amamos?
Aguardem as respostas, que deverão ser variadas como: A Deus, aos pais, irmãos, amigos etc., mas que se resumem em: a Deus e ao Próximo.
- Então, coloquem as palavras DEUS e PRÓXIMO, logo abaixo da palavra AMOR.
- Falem que o AMOR é o que nos motiva a servir a Deus, obedecê-lo e ter atitudes de amor ao próximo.
- Falem: O que fazemos para o próximo é uma evidência do nosso amor a Deus, conforme lemos em I Jo 3:17-18:
“Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade”.
- Para concluir, entreguem um coração pequeno para cada aluno e peçam para que eles troquem entre si o coração, simbolizando o amor que deve haver entre eles e ao próximo.
Por Sulamita Macedo.