RSS

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Adultos: Valores Cristãos: Enfrentando as questões morais de nosso tempo
Lição 13: Ética Cristã e Redes Sociais
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Ética Cristã e Redes Sociais.
- Para iniciar o estudo do tema, apliquem a dinâmica “Nem Tudo que Reluz é Ouro” ou “Tô ligado!”
- Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção! Professores da classe dos novos convertidos:
Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador "Discipulando", deste blog.
Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador "Subsídio Pedagógico Discipulado 1" e "Subsídio Pedagógico Discipulado 2", do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: Nem Tudo que Reluz é Ouro
Objetivo: Refletir sobre a utilização da internet, redes socais.
Material:
A expressão digitada “Nem Tudo que Reluz é Ouro”
01 figura de uma barra de ouro para cada aluno.
Procedimento:
- Falem: Vocês precisam pensar o que na verdade é importante quanto a utilização da internet. Se vocês tem destinado um tempo demasiado para a internet com coisas que não são boas ou simplesmente ficam navegando sem perceber o passar do tempo, com certeza seus pensamentos e ações estão sendo bombardeados por uma sorte de ideias e conversas que podem ou não ser de grande valor.
- Coloquem no quadro a expressão “Nem Tudo que Reluz é Ouro”.
- O que está expressão pode significar para esta situação que estamos refletindo?
Esta expressão significa que “a coisa nem sempre é o que parece”. Sendo assim, o que vocês podem dizer?
Aguardem as respostas.
- Falem o ouro é um material precioso, mas nem tudo é reluz é ouro. Tenham cuidado com o tempo e qualidade daquilo que vocês estão dando tanto valor.
- Distribuam para cada aluno uma figura de uma barra de ouro e solicitem que escrevam nela ações que promovam seu crescimento espiritual, otimizando seu tempo para todas as coisas, valorizando os momentos em família.
Não há problema em acessar a internet, as redes sociais, desde que haja sabedoria e cuidado com o que está vendo e tomando seu tempo. A Bíblia adverte: “Não porei coisa má diante dos meus olhos...”(Salmo 101.3).
- Leiam Ap 3.18:
“Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas”.
Por Sulamita Macedo.

Dinâmica: Tô Ligado!
Objetivo: Refletir sobre a importância do controle pessoal com relação a exposição a mídia.
Material:
01 globo terrestre ou uma bola grande para representar o mundo
Barbante
Fita gomada com pouca adesividade(se for usar o globo)
Fita adesiva(se for usar uma bola)
Nomes digitados: MSN, twitter, whatsapp, blog, facebook, sites, jogos, televisão, revistas, jornais.
Procedimento:
ANTES DA AULA:
- Organizem as cadeiras em círculo.
- Coloquem o globo ou a bola no centro do círculo.
- Cortem 10 pedaços de barbante do tamanho que dê para fixar no globo e vá até as cadeiras.
- Dobrem o papel com os nomes digitados para que os alunos não visualizem ao chegar.
- Preguem cada papel dobrado com as palavras “MSN, twitter, whatsapp, blog, facebook, sites, jogos, televisão, revistas, jornais” em um lado do barbante. Para cada palavra, um barbante.
- Depois, preguem o outro lado do barbante no globo(sugiro o uso de fita gomada com pouca adesividade para não danificar o globo)
- Aguardem os alunos.
DURANTE A AULA:
- Depois que os alunos estiverem sentados, deem os 10 barbantes para 10 alunos.
- Perguntem: Olhando para este material, o que vocês acham qual será nosso tema da aula?
Aguardem as respostas.
- Depois falem que o tema da aula será sobre o cuidado sobre A aula de hoje será sobre a importância do controle pessoal com relação a exposição a mídia através de diversos meios de comunicação, enfatizando o virtual.
- Então peçam para que os 10 alunos leiam a palavra que recebeu(presa no barbante).
- Perguntem: Por que estas palavras estão presas no barbante ligadas ao globo?
Aguardem as respostas. Certamente elas vão girar em torno da comunicação entre as pessoas.
- Perguntem:
Através de quais destes meios vocês mantêm comunicação?
Aguardem as respostas.
- Em seguida, aproveitando as respostas, falem sobre:
O tempo que eles se mantêm conectados.
O tipo de conversa.
Com quem se comunicam.
Influências positivas e negativas.
Não se esqueçam de alertar da importância de estar ligado com o mundo de forma consciente, não se deixando levar por influências com valores não cristãos.
- Para concluir, leiam:
I Co 15.33 “Não vos enganeis: as más conversações corrompem dos bons costumes”.
Cl 2.8a “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua...”
Por Sulamita Macedo.



Dinâmica: Ética Cristã
Objetivo:
Concluir o estudo sobre ética cristã em oposição as questões morais do nosso tempo.
Material:
01 esponja
01 filtro de papel
Procedimento:
- Falem: Estamos concluindo o estudo sobre ética cristã que tem sido desafiada e confrontada pelos valores mundanos atuais.
- Peçam para que os alunos citem as ideias estudadas em cada lição.
Acrescentem algumas que porventura os alunos tenham esquecido de falar.
- Apontando para os temas estudados, falem: Somos bombardeados diariamente com uma enorme quantidade de ideologias, mas podemos confrontá-las de acordo com a palavra de Deus.
- Apresentem para a turma a esponja e falem:
Há pessoas que são como esponjas, que absorvem tudo que ouvem do sistema mundano ou o que são apresentados como argumentos para convencimento, como se fosse algo natural.
Mas, a Bíblia adverte:Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!”(Isaías 5:20).
- Agora, apresentem um filtro de papel e perguntem:
Para que serve um filtro de papel?
Aguardem as respostas.
- Depois, falem: Sabemos que um filtro serve para reter aquilo que não se deseja que permaneça no que está sendo coado. Isto nos remete as ideologias que estamos sendo propagadas e tidas como verdades, mas que precisam ser analisadas e passar pelo filtro da ética cristã, que está embasada na Palavra de Deus.
A Bíblia nos ensina: “Examinai tudo. Retende o bem”(I Tessalonicenses 5:21).
- Para concluir, falem em que cada tema estudado, as informações foram analisadas e só podemos absorver e deixar passar pelo filtro aquilo que é bom e que está de acordo com a palavra de Deus; as demais coisas devem ser rejeitadas. Que Deus nos dê sabedoria diante da ética mundana, para que continuemos sendo “luz do mundo” e “sal da terra”.
Por Sulamita Macedo.
Jovens: A Igreja do Arrebatamento - O Padrão dos Tessalonicenses para Estes Últimos Dias
Lição 13: Conselhos para a vida
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Uma vida exemplar diante de Deus e dos homens.
- Depois, apliquem a dinâmica “A Graça de Deus”.
- Agora, trabalhem o conteúdo da lição.
Ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!


Dinâmica: A Graça de Deus
Objetivo: Refletir sobre a Graça de Deus, a salvação, que é para todos.
Material:
01 caixa de presente
Balas ou chocolate(01 para cada aluno)
Versículo digitado em tamanho pequeno – Tito 2.11 “Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos e os homens”.
Frase digitada da largura da caixa: “Este presente não é somente seu, distribua com os colegas”.
Papéis para sorteio
Procedimento:
ANTES DA AULA:
- Fixem os versículos nas balas com grampeador, se preferir vocês podem colar.
- Escrever o nome dos alunos para o sorteio.
- Arrumem a caixa da seguinte forma:
As balas no fundo da caixa.
Por cima das balas, coloquem a frase digitada no papel da largura da caixa: “Este presente não é somente seu, distribua com os colegas”.
DURANTE A AULA:
- Apresentem a caixa de presentes.
- Falem que na caixa há algo muito importante.
- Falem: Quem deseja receber este presente?
- Façam o sorteio do presente.
- Orientem ao ganhador para que ele abra caixa de presentes.
O aluno deverá abri-la e realizar a orientação contida na caixa, já descrita acima.
- Depois, os alunos deverão ler o versículo que está pregado na bala.
- Para concluir falem, a salvação pela Graça é para todos, é um presente muito valioso que recebemos de Deus. Da mesma forma, que o presente(apresentem a caixa) não era somente para um, mas para todos vocês, assim também a salvação para todos quantos aceitam a Cristo.
Por Sulamita Macedo.
Pré-adolescentes – Currículo do Ano 2: Dons Espirituais e Fruto do Espírito
Lição 13: A Relação entre os Dons e o Amor
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: A relação entre os dons e o amor.
 - Introduzam o estudo do tema, utilizando a dinâmica “O Coração Mais Bonito”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Coração Mais Bonito
Objetivo: Refletir sobre o amor em ação.
Material:
01 coração grande.
01 coração pequeno para cada aluno.
01 pirulito em forma de coração para cada aluno.
Procedimento:
- Falem: “Conta-se que certo homem estava participando de um concurso do Coração Mais Bonito. Seu coração era lindo, sem nenhuma ruga, sem qualquer estrago. Até que apareceu um homem idoso e apresentou seu coração, afirmando que era o mais bonito pois nele havia marcas. Vários tipos de comentários surgiram e perguntaram: “Como seu coração é o mais bonito, com tantas marcas?” O homem idoso então explicou que era por isso mesmo que seu coração era lindo. Aquelas marcas representavam sua vivência, sua experiência, suas atitudes em amar as pessoas. Finalmente, todos concordaram que o coração mais lindo era aquele com marcas de amor em ação”(autoria desconhecida).
- Apresentem o coração grande para a turma e falem que fomos alcançados pelo amor de Deus. Leiam João 3.16. Também afirmem que é pelo amor que somos reconhecidos como discípulos de Jesus, leiam João 13.35.
- Agora distribuam este amor com os alunos, entregando um coração pequeno para cada um.
- Agora, reflitam com os alunos, olhando para o coração que temos nas mãos:
Que marcas deste amor podemos compartilhar com os outros?
Nós, como integrantes da Igreja, o que estamos fazendo para que as pessoas sejam alcançadas pelo amor de Deus?
Estamos praticando na verdade o amor, cotidianamente, nas ações com o próximo?
- Peçam para que os alunos troquem os corações entre si, promovendo um momento de congratulação, de “troca de amor”, representando as verdadeiras ações amorosas que devem existir entre as pessoas.
- Para finalizar, entreguem para cada aluno um pirulito em forma de coração.
Por Sulamita Macedo.
Adolescentes – Currículo do Ano 2: A Família Cristã
Lição 13: Glória a Deus pela Família!
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Glória a Deus pela família.
- Depois, utilizem a dinâmica “Família, presente de Deus”.
- Em seguida, trabalhem o conteúdo da lição.  Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: Família, presente de Deus
Objetivo: Introduzir o estudo sobre a importância da família.
Material:
01 caixa de presente
Folhas de papel ofício
Procedimento:
Antes da aula:
Coloquem dentro da caixa de presente os nomes dos alunos acompanhados da palavra “família”, por exemplo: Família de Fulano de tal.
Cada nome deve estar separado em uma folha de papel
Durante a aula:
- Apresentem para os alunos a caixa de presente
- Falem: Nesta caixa, há algo muito importante, muito especial para cada um de vocês. O que será?
Deixem que os alunos opinem.
- Depois, abram a caixa e peçam para que os alunos olhem o conteúdo. Cada um deve retirar a folha que corresponde a sua família.
- Em seguida, fixem no quadro cada folha com os nomes das famílias dos alunos.
- Perguntem:
Por que a família é importante para você?
Por que agradecer pela família?
Aguardem as respostas.
- Para concluir, falem: É sobre este tema a aula de hoje. Vamos começar?
Por Sulamita Macedo.
Juvenis – Currículo do Ano 1: Questões difíceis do nosso tempo
Lição 13: A Igreja e o Movimento dos Desigrejados
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:
- Apresentem o título da lição: A Igreja e o Movimento dos desigrejados.
- Escrevam o nome no quadro ou cartolina: desigrejados.
- Depois, perguntem: O que vocês podem falar sobre esta palavra?
Aguardem as respostas e depois acrescentem outras informações.
- Em seguida, reforcem a importância do jovem está reunido numa igreja local, para receber o ensino da Palavra de Deus, fortalecer os relacionamentos e comunhão com o Senhor.
- Para enfatizar este assunto, leiam o texto “Sermão Silencioso”.
- Lembrem-se que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Você é importante”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Texto de Reflexão
Sermão Silencioso

Que importância tem a nossa comunhão com a Igreja local? Deixe-me responder a esta pergunta com uma história.
Um pastor estava preocupado com a ausência de um homem que normalmente vinha aos cultos. Depois de algumas semanas, ele decidiu visitá-lo. Quando o pastor chegou à casa deste homem, ele o encontrou sozinho, sentado diante de uma lareira. O pastor puxou uma cadeira e se sentou ao lado do homem. Mas depois de sua saudação inicial, ele não disse mais nada.
Os ficaram sentados em silêncio por alguns minutos, enquanto o pastor olhava para as chamas na lareira. Então pegou as pinças e tomou cuidadosamente uma brasa acesa das chamas e a colocou de lado. Sentou-se de volta na sua cadeira, ainda em silêncio. O seu anfitrião observou em reflexão silenciosa como a brasa começou a tremular e se pagou. Pouco depois, estava fria e sem vida.
O pastor olhou no seu relógio e disse que tinha que ir embora, mas antes disso pegou a brasa fria e a colocou de volta no fogo. Imediatamente, ela começou a luzir novamente com a luz e o calor do carvão aceso ao seu redor.
Quando o pastor se levantou para sair, o homem também se levantou e lhe deu um aperto de mão. Então, com um sorriso no seu rosto, ele disse: “Obrigado pelo sermão, pastor. Eu vejo o senhor na Igreja, no domingo”.
Autor: David Roper

Dinâmica: Você é importante
Objetivos:
Refletir sobre a valorização pessoal.
Enfatizar a importância de estar frequentar uma igreja.
Material:
01 quebra-cabeça para cada grupo
Observação: Adquiram quebra-cabeça com poucas peças. Vocês podem encontrar com preço bastante baixo nas lojas de material importado.
Procedimento:
- Dividam os alunos em grupos.
- Distribuam para cada grupo um quebra-cabeça faltando uma peça, mas não falem isto para eles.
- Peçam para que cada grupo monte o quebra-cabeça. Observem o trabalho deles. Logo, eles vão falar que está faltando uma peça.
- Depois, questionem:
Está peça é importante para o quebra-cabeça?
Todas as peças estão montadas e somente uma faz falta? Por quê?
- Depois, falem: Faz de conta que as peças são vocês, todos são importantes para o grupo. Vocês são importantes para suas famílias e para a igreja.
- Então, entreguem a peça que falta para cada grupo e solicitem para que concluam o preenchimento do quebra-cabeça.
- Depois, trabalhem com os alunos sobre a valorização pessoal e a importância de estar participando de uma igreja.
Por Sulamita Macedo.