RSS

segunda-feira, 2 de março de 2015

Dinâmica: Mulher Única

Objetivo: Refletir sobre a valorização da mulher.
Material:
Papéis pequenos com números diferentes.
Observação: a quantidade de papéis depende do número de alunas.

Procedimento:
- Entreguem para cada mulher um papel com uma numeração, que deve estar dobrado para que ninguém veja. Somente quem recebe o papel deve olhar o número e não mostrar nem falar para as demais.
- Falem: Vocês agora vão procurar um número igual ao seu
Para isto, elas devem sair do lugar e perguntam para as colegas.
Aguardem um pouco. 
Elas vão constatar que não há um número igual ao delas.
- Falem: Por que não há um número igual ao seu?
Porque você, mulher, é única.   Com suas características físicas, emocionais, de temperamento e de personalidade que não se igualam a nenhuma outra. Você é especial para Deus.
- Agora, leiam:
“E ele lhes propôs esta parábola, dizendo: Qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar. E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida”(Lucas 15. 8 e 9).
- Falem: Observem que na parábola, a mulher perdeu uma dracma das dez que possuía. Mas ela procurou a única dracma perdida e encontrou! Se você hoje reconhece que perdeu algo de valor que a deixou perdida sem rumo, sem saber como agir, busque uma renovação interior através da oração e, quem sabe, também através de um aconselhamento, para que se sinta valorizada.
- Para concluir, peçam para que as alunas, falem: Sou única, sou importante e me sinto valorizada!

Por Sulamita Macedo.

1 comentários:

JOSIELE DE JESUS disse...

Essa dinâmica é uma benção. Foi realizada lá na Igreja e foi muito bom. Grampeei uma etiqueta com o versículo de Pv. 31.10 no bombom e no verso da etiqueta, colocamos o número pra distribuirmos para as irmãs.
Deus continue abençoando pelas ricas postagens, que muito tem nos ajudado.
"Mas esforçai-vos e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra tem uma recompensa".
Abraço!