RSS

segunda-feira, 9 de março de 2015

Discipulando – 1º. Ciclo – Conhecendo Jesus e o Reino de Deus
Lição 11: A Salvação em Cristo

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais, deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
- Apresentem o título da lição: A Salvação em Cristo.
- Falem sobre o amor de Deus pela humanidade, providenciando a salvação através de seu filho Jesus.
- Depois, apliquem a dinâmica “O Amor de Deus”.
- Trabalhem o conteúdo da lição sempre de forma participativa e contextualizada. Aproveitem a oportunidade e solicitem aos alunos para que falem da experiência de gozar da salvação.
- Para concluir, leiam o texto “Quem tem o filho tem tudo”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: O Amor de Deus
Objetivo: Estudar sobre o amor de Deus pela humanidade, providenciando a salvação através de seu filho Jesus.
Material:
01 giz
Procedimento:
- Desenhem com giz 02 círculos separados, com uma comunicação entre eles como se fosse uma ponte.
Cada círculo deve caber todos dos alunos.
- Coloquem dentro de um dos círculos todos os alunos. No outro círculo, escrevam a palavra “DEUS”.
- Falem, apontado para os alunos: O pecado separa a humanidade de Deus. Vejam que vocês estão separados de Deus.
- Depois, apresentem o que Deus fez para restabelecer o relacionamento com a humanidade, após o pecado.
Leiam: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(João 3:16).
- Lemos que Deus com seu grande amor providenciou uma solução para que não houvesse mais esta separação.
Em seguida, escrevam na ligação entre os dois círculos a palavra “JESUS”.
- Falem: E agora, vocês continuam separados de Deus! Mas, comecem a citar os nomes dos alunos, falando: Deus amou tanto “Fulano de tal” que...(citando o versículo de João 3. 16)
Nesse momento, o aluno deve passar pela “ponte” que é Jesus e entrar no outro círculo, à medida que o nome dele for citado dentro do versículo.
- Quando todos os alunos estiverem dentro do círculo “Deus”, falem que esta é uma demonstração do grande amor de Deus para com eles e a humanidade.
- Para concluir, leiam: “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”(Romanos 5:8).
Por Sulamita Macedo.

Texto de Reflexão
Quem tem o Filho tem tudo

                Dizem que o rico inglês barão Fitzgerald tinha apenas um filho. No início da adolescência do menino, sua mãe morreu. Tragicamente, no final da adolescência, o menino também veio a falecer.
                Nesse meio tempo, o patrimônio de Fitzgerald aumentou muito com a aquisição de obras de arte dos maiores mestres da Europa. Antes da sua morte, Fitzgerald deixou instruções explícitas para que se fizesse um leilão no qual toda sua coleção de obras de arte fosse vendida. Uma grande multidão de potenciais compradores se reuniu. Entre eles estavam muitos curadores de museus conhecidos e colecionadores particulares ansiosos para darem seus lances.
                As obras de arte foram exibidas para o público antes do início do leilão. Entre as pinturas estava uma que recebeu pouca atenção. Ela era de baixa qualidade e havia sido pintada por um artista local desconhecido. Acontece que se tratava de um retrato do único filho de Fitzgerald.
                Quando o leilão começou, o leiloeiro leu o testamento de Fitzgerald que instruía claramente que a primeira pintura a ser vendida deveria ser a do “meu amado filho”. Por causa da sua má qualidade, a pintura não recebeu nenhum lance – exceto um.  A pessoa que deu o lance era o antigo empregado que havia ajudado a criar o menino e que o havia amado ternamente. Por menos de um a libra, ele comprou a pintura.
                A essa altura, o leiloeiro interrompeu o leilão e pediu ao advogado que lesse o testamento novamente. A multidão se alvoroçou enquanto ele lia. “Aquele que comprar esta pintura de meu filho, ficará com toda a minha coleção de arte – leilão está encerrado!”
               Cristo: Sem Ele você não tem nada. Mas com Ele, você tem o melhor de dois mundos: este e aquele que está por vir. Quem tem o filho tem tudo.
Fonte do texto: A Palavra para Hoje – UCB Brasil

0 comentários: