RSS

terça-feira, 21 de junho de 2022

Adultos - Os Valores do Reino de Deus: A Relevância do Sermão do Monte para a Igreja de Cristo

Lição 13: A Verdadeira Identidade do Cristão

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Apresentem o título da lição: A Verdadeira Identidade do Cristão, escrevendo no quadro branco, utilizando um marcador específico.

Quadro e marcador são recursos didáticos.

- Para introduzir o tema, utilizem a dinâmica

- Depois, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: Identidade Cristã

Objetivo: Refletir sobre os cuidados com o alicerce sobre o qual está sendo construída sua vida espiritual, sua identidade cristã.

Material:  ½ folha de papel ofício e caneta para cada aluno.

Procedimento:

- Falem ainda que no Salmo 01.2, o justo é comparado a uma “árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria...”

- Distribuam para os alunos a metade de papel ofício e solicitem que desenhem uma árvore com as raízes a mostra, conforme modelo ao lado.

- Peçam para que escrevam em que eles estão firmados, na parte onde estão as raízes, por exemplo: na Palavra de Deus, em Jesus etc.

- Falem: Após o Novo Nascimento, o crente deve buscar maturidade espiritual, firmeza de fé, que obtemos através do estudo da Bíblia, comunhão com o Senhor, oração e obediência a Sua Palavra. Dessa forma, está sendo formada a sua identidade cristã.

- Depois perguntem:

Como estão suas raízes? Rasas ou profundas?

Estão frutificando? Lembrem-se de que é pelos frutos que se conhece uma árvore.

Leiam: Mateus 7:17-20

“Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”.

- Para concluir, orientem os alunos para que guardem o desenho e pelo menos uma vez por mês deem uma olhada nele e reflitam sobre sua “árvore espiritual”.

Por Sulamita Macedo.

Jovens: O Perigo das Tentações: As orientações da Palavra de Deus de como resistir e ter uma vida vitoriosa

Lição 13: Deus provê o escape

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Apresentem o título da lição, escrevendo no quadro:  Deus provê o escape. Para isto utilizem um marcador de quadro branco.

Quadro e marcador para quadro branco são recursos didáticos.

- Depois, trabalhem o conteúdo da lição.

- Em seguida, peçam para que os alunos relatem e analisem a situação do casal Ananias e Safira.

Aqui estão sendo utilizados o conhecimento prévio, a capacidade de análise e a participação dos alunos.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

- Para ilustrar o item 1 da lição, utilizem a dinâmica “Cuidado!”

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: Cuidado!

Objetivos:

Promover reflexão do que seja idolatria na vida do cristão.

Enfatizar que a idolatria ocupa o lugar de Deus no nosso coração.

Material:

01 coração grande feito de cartolina vermelha

01 pincel atômico.

01 rolo de fita adesiva.

Procedimento:

- Falem sobre vários personagens, considerados ídolos, que estão em evidência na mídia de um modo geral.

- Depois afirmem:  Muitas pessoas possuem admiração muito intensa a um ou mais destes personagens, chegando a dizer que eles são seus ídolos e até agem de forma fanática e extravagante. Deixem os alunos falarem sobre isto.

- Então, perguntem: Como podemos conceituar a palavra “ídolo” e “idolatria”? Aguardem as respostas dos alunos e depois acrescentem outras informações, enfatizando que um ídolo é qualquer coisa que ocupa o lugar de Deus.

- Acabamos de estudar que o povo de Israel apresentou comportamento inadequado, distanciando-os de Deus, como: idolatria, prostituição, murmuração, pecando contra o Senhor.

Agora, apresentem uma lixeira e coloquem nela os papéis contendo os nomes: idolatria, prostituição, murmuração, pecados contra o Senhor.

- Depois, apresentem o coração, representando nosso intelecto, nossas emoções, e escreva a palavra DEUS e falem: Deus deve ocupar o centro de nossas ações e pensamentos.

- Reflitam com os alunos sobre coisas que podem ocupar o lugar de Deus nas nossas vidas.

- Para concluir, leiam:

Jo 15.1 a 6 e depois falem que a Palavra de Deus nos limpa.

I Pe 1.15 e enfatizem que precisamos ser santos em toda a nossa maneira de viver.

Por Sulamita Macedo.

Juvenis Currículo 2022: Uma viagem pelo Novo Testamento 

Lição 13: O livro da minha vida

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Apresentem o título da lição: O livro da minha vida.  Vocês podem escrevê-lo no quadro.

Quadro e marcador para quadro branco são recursos didáticos.

- Agora trabalhem o conteúdo da lição.

Lembrem-se que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Para ilustrar que a Bíblia é importante para a vida do cristão, utilizem a dinâmica O Manual da minha vida”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: O Manual da minha vida

Objetivos:

Refletir sobre o cuidado que o crente deve ter com sua formação cristã, através da Bíblia Sagrada.

Concluir o estudo sobre a Bíblia.

Material:

Uma sombrinha sem defeito ou guarda-chuva

Uma sombrinha quebrada

¼ da folha de papel ofício para cada aluno

01 coleção de lápis hidrocor

01 rolo de fita adesiva

Papéis coloridos pequenos, com um furo para pendurar um cordão

Procedimento:

- Apresentem a sombrinha fechada.

- Perguntem: Para que usamos uma sombrinha?

Aguardem as respostas.

Espera-se que os alunos falem que a sombrinha é utilizada para proteger a pessoa da chuva ou do sol ou do vento forte.

- Falem: Para que a pessoa fique protegida a sombrinha deve estar aberta(agora abram a sombrinha).

- Falem: Vamos agora refletir sobre a sombrinha aberta para proteção com relação a vida cristã.

- Agora, distribuam papel e lápis hidrocor para os alunos e peçam para que cada um escreva uma palavra que resuma os ataques ao cristão sofre quanto sua vida cristã.

- Depois, fixem, com fita adesiva, estes papéis na parte externa da sombrinha, simbolizando que os ataques são externos.

Vocês devem acrescentar outros tipos de ataques apresentados na lição, caso eles não tenham sido apontados pelos alunos.

Depois, leiam cada palavra para os alunos e façam um breve comentário sobre elas.

- Perguntem: O que estes ataques podem causar a formação espiritual e moral do cristão?

Aguardem as respostas.

- Depois, apresentem a sombrinha quebrada e falem: Estes ataques podem destruir o a vida cristã, ficando sem a proteção, perdendo os valores cristãos e à mercê da atuação do inimigo.

A sombrinha pode se quebrar por não suportar a força do vento, da chuva forte etc, indicando que a sombrinha não era de boa qualidade. Isto nos remete ao cuidado com o tipo de ação protetiva que cultivamos, para que não fique desprovida de ações qualitativas centradas na Palavra de Deus.

- Falem: Mas, o que o cristão pode fazer?

Distribuam os papéis coloridos pequenos, já com um furo e o cordão pendurado.

Peçam para que os alunos escrevam, neste papel, palavras que se refiram as ações que o crente deve fazer para permanecer firme diante dos ataques contra o cristão.

Depois, pendurem cada papel na parte interna(nas aspas) da sombrinha, representando que as ações de resistência estão nas atitudes do cristão..

Leiam cada palavra para os alunos e façam um breve comentário sobre elas.

Por isso que a sombrinha tem que estar aberta, pois representa a proteção contra estes ataques, sabendo que o que a protege é o que está na parte interna.

A sombrinha fechada ou quebrada indica que o cristão está completamente vulnerável aos ataques do inimigo.

- Para concluir, perguntem: Alguém já perdeu uma sombrinha ou guarda-chuva?

Certamente a resposta será positiva, pois é comum perder este objeto.

Isto nos remete ao aspecto de que do cristão não pode se esquecer de estar sempre cuidando de sua proteção contra as investidas, através da observância da palavra de Deus.

Isto acontece por meio da Educação Cristã, que pode acontecer de forma individual, na família e na igreja, principalmente na Escola Dominical com estudos de forma sistematizada.

- Para finalizar, leiam:

“Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação”(1 Timóteo 4:9).

“Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem”(1 Timóteo 4:15,16).

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”(2 Timóteo 3:14-17).

Por Sulamita Macedo.

Adolescentes Currículo 2022: As Parábolas de Jesus são Vivas

Lição 13: O amor do pai por seus filhos

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

6 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

2 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam as sugestões abaixo:

- Apresentem o título da lição: Uma história sobre dinheiro, escrevendo no quadro branco. Utilizem marcador específico para quadro branco.

Quadro branco e marcador de quadro branco são recursos didáticos.

- Em seguida, para introduzir o estudo do tema, utilizem a dinâmica “Os dois filhos e um pai amoroso”.

- Depois, trabalhem o conteúdo da lição.

Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: Os dois filhos e um pai amoroso

Objetivo:

Refletir sobre o comportamento do filho que saiu de casa e arrependido volta para casa do pai que o recebe com amor e a atitude de seu irmão.

Material:

01 mochila

Dinheiro fantasia

01 relógio

Procedimento:

– Leiam com os alunos uma parte da parábola do filho pródigo, abaixo descrita:

“E disse: Um certo homem tinha dois filhos;

E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.

E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.

E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades”(Lucas 15:11-14).

– Depois, peçam para que eles apresentem uma encenação desta parte da parábola. Eles deverão escolher 03 alunos para representar o pai e dois filhos e utilizar os materiais descritos no item material.

Estipulem um tempo para a organização da peça e também para a apresentação.

– Para finalizar, reflitam sobre:

A atitude do filho que saiu de casa e o resultado dessa atitude, com relação ao desperdício do tempo, dinheiro, saúde etc. Também sobre seu arrependimento e retorno para casa.

O amor de seu pai que o recebe alegremente.

O comportamento de seu irmão que ficou indignado e decepcionado com a situação.

Por Sulamita Macedo.

Pré-adolescentes Currículo 2022 - Conhecendo o Caráter de Deus

Lição 13: Um Deus Amoroso

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Apresentem o título da lição: Um Deus Amoroso, escrevendo no quadro branco. Utilizem marcador específico para isto.

 Quadro branco e marcador de quadro branco são recursos didáticos.

- Agora, trabalhem o conteúdo da lição.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

- Concluam a aula, utilizando a dinâmica “A Marca do Discípulo”.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: A Marca do Discípulo

Objetivo: Refletir sobre o amor – a marca do discípulo de Jesus.

Material:

01 coração pequeno para cada aluno

Procedimento:

- Falem: “Conta-se que certo homem estava participando de um concurso do Coração Mais Bonito. Seu coração era lindo, sem nenhuma ruga, sem qualquer estrago. Até que apareceu um homem idoso e apresentou seu coração, afirmando que era o mais bonito, pois nele havia marcas. Vários tipos de comentários surgiram e perguntaram: “Como seu coração é o mais bonito, com tantas marcas?” O homem idoso então explicou que era por isso mesmo que seu coração era lindo. Aquelas marcas representavam sua vivência, sua experiência, suas atitudes em amar as pessoas. Finalmente, todos concordaram que o coração mais lindo era aquele com marcas de amor em ação”(autoria desconhecida).

- Falem: Fomos alcançados pelo amor de Deus.

Leiam João 3.16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

- Agora distribuam um coração pequeno para cada aluno, representando o amor pelo qual fomos alcançados.

- Também afirmem que é pelo amor que somos reconhecidos como discípulos de Jesus.

Leiam João 13.34 e 35:

“Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”.

- Agora, reflitam com os alunos, olhando para o coração que temos nas mãos:

Que marcas deste amor podemos compartilhar com os outros?

Nós, como integrantes da Igreja, o que estamos fazendo para que as pessoas sejam alcançadas pelo amor de Deus?

Estamos praticando na verdade o amor, cotidianamente, nas ações com o próximo?

- Peçam para que os alunos troquem os corações entre si, promovendo um momento de congratulação, de “troca de amor”, representando as verdadeiras ações amorosas que devem existir entre as pessoas.

Por Sulamita Macedo.

Discipulando – 2º. Ciclo: Conhecendo as Doutrinas Cristãs

Lição 13: Crendo na Ressurreição do Corpo e na Vida Eterna

Professoras e professores, observem estas orientações:

1 - Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:

- Cumprimentem os alunos.

- Perguntem como passaram a semana.

- Escutem atentamente o que eles falam.

- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.

- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.

2 – Agora, trabalhem o conteúdo da lição. Vejam as sugestões abaixo:

Vocês já sabem que a aula expositiva ou Preleção é um método que está centralizado na oralidade por parte do professor. Entretanto, esta unilateralidade da exposição não é boa, tendo em vista que somente o professor fala e os alunos escutam, escutam, escutam... tendem a se dispersar e a aprendizagem fica comprometida.

Por isso, recomendo que vocês, busquem a participação dos alunos nas aulas.

Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar as sugestões apresentadas aqui.

- Apresentem o título da lição: Crendo na Ressurreição do Corpo e na Vida Eterna, escrevendo no quadro branco. Utilizem marcador específico para quadro branco.

Quadro branco e marcador de quadro branco são recursos didáticos.

- Escrevam no quadro a seguinte expressão “Quando eu morrer, Deus faça de mim o que Ele quiser”.

Peçam para que os alunos reflitam sobre isto, pontuando a crença ou não ou mesmo o descaso ou desconhecimento das pessoas sobre a vida após a morte.

Aqui está sendo utilizado o Conhecimento Prévio e proporcionando a participação dos alunos.

- Depois, apliquem a dinâmica “Vida Eterna”.

Ao trabalhar o conteúdo da lição, escrevam no quadro branco palavras-chave para chamar a atenção do aluno, utilizando lápis de cores diferentes.

- Depois, trabalhem os pontos levantados na lição de forma participativa e contextualizada.

Lembrem-se de que vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.

Tenham uma excelente e produtiva aula!

 

Dinâmica: Vida Eterna

Objetivo: Estudar sobre a vida eterna.

Material:

Envelopes de 02 cores(uma cor para a metade da parte e a outra cor para a outra parte)

Papel com o nome Vida Eterna para colocar dentro da metade dos envelopes.

Papel com o nome Perdição Eterna para colocar dentro da outra metade dos envelopes

Procedimento:

- Apresentem para os alunos, uma bandeja com envelopes de 02 cores, que deverão estar fechados.

Dentro da metade dos envelopes deve estar a expressão Vida Eterna e na outra metade Perdição Eterna.

- Os alunos devem escolher um dos envelopes.

- Depois, eles devem ler o que escolheram e formar 02 grupos, um com o nome vida eterna e outro perdição eterna.

- Em seguida, leiam:

“Porque Deus amou o mundo de uma tal maneira, que deu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(Jo 3.16).

- Falem: Jesus morreu por todas as pessoas, quem o aceita e vive de acordo com a Palavra de Deus tem a certeza de vida eterna. Mas aqueles que não o aceitam e vive em conformidade com o mundo terão a vida eterna.

- Falem: Vocês escolheram um dos envelopes e não sabiam qual o conteúdo dele, aqui é apenas uma demonstração. Mas, de forma consciente, vocês já optaram por aceitar a Cristo e estão no caminho da vida cristã. Parabéns pela escolha acertada!

- Falem: Há aqui 02 grupos representativos, isto é, fizeram uma escolha entre 02 envelopes. Mas, a situação é muito séria, pois a escolha entre aceitar ou rejeitar Jesus e as nossas ações determinarão o lugar onde passaremos a eternidade.

- Para concluir, leiam:

“Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34).

“Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos”(Mt 25:41).

Por Sulamita Macedo.